Que tal uma saudável alimentação durante a viagem de férias?

Viajar é uma ótima experiência, muito pelo fato de nos desligarmos um pouco da nossa rotina habitual. Porém, essa mudança de rotina geralmente afeta bastante a nossa alimentação, pois, quando estamos viajando, acabamos optando por refeições fora de casa – muitas vezes através de alimentos de caloria vazia  “É possível, sim, manter uma alimentação regrada durante uma viagem, mas é preciso organização prévia e força de vontade”, afirma a Dra. Marcella Garcez, médica nutróloga e professora da Associação Brasileira de Nutrologia.

Que tal uma saudável alimentação durante a viagem de férias?

A dificuldade já começa no local de embarque. “Muitas vezes não temos boas opções para ingerir alimentos saudáveis nos aeroportos e rodoviárias. A saída é se programar antes: compre snacks saudáveis, barrinhas, leve frutas e prepare lanches naturais para levar com você durante o percurso. Dessa forma você garante lanches leves e saudáveis, com o bônus de gastar menos dinheiro”, destaca.

Uma vez que já estamos no local da viagem, não é tão difícil como parece. A Dra. Marcella sugere não pular nenhuma das grandes refeições (café da manhã, almoço e jantar), nem as realizar muito distante do horário habitual, pois isso faz com que a rotina se perca, nos deixando mais suscetíveis a sair do foco. “Ao acordar, faça um café da manhã reforçado, com frutas, ovos ou iogurte, cereais, aveia etc. Evite pães brancos, bolos e biscoitos. “Não saia de casa ou do hotel sem estar bem alimentado, pois a fome virá quando estiver na rua, e as opções diversas que a rua oferece pode acabar te seduzindo”, alerta.

Quanto ao almoço e ao jantar, o ideal é preparar a própria refeição. Como nem sempre é possível – e nem mesmo desejável –, nesse caso dê preferência a restaurantes que possuem opções saudáveis e nutritivas. “Escolha alimentos naturais, incluindo os molhos, temperos e bebidas. Ainda que seja tentador, não exagere na sobremesa”, sugere a especialista.

Durante os passeios, evite comer petiscos de ambulantes, pois não se sabe a procedência do alimento e ninguém quer correr o risco de passar mal durante uma viagem, não é? Recorrer aos fastfoods? Nem pensar. “Para esse tipo de passeio, a dica é a mesma do local de embarque: prepare previamente o que for consumir. Lanches naturais são sempre uma ótima opção, pois matam a fome de maneira saudável. Uma visita a mercados que vendem alimentos frescos locais sempre é um bom programa e uma oportunidade para se abastecer de snacks saudáveis e frutas para os passeios. E não se esqueça de se hidratar bastante, preferencialmente tomando água”, ressalta.

Por fim, a pergunta que não quer calar: não posso comer nada fora da dieta? A nutróloga esclarece: “Pode! Tudo é uma questão de equilíbrio. É claro que, muitas vezes, em uma viagem, queremos conhecer a cultura local e seus pratos típicos e isso deve ser incentivado. Só não vale exagerar e comer "errado" em todos os dias da viagem, pois dessa forma a dieta vai por água abaixo, além do fato que a má alimentação prejudica a nossa saúde”, finaliza

FONTE: DRA. MARCELLA GARCEZ

Médica Nutróloga, Mestre em Ciências da Saúde pela Escola de Medicina da PUCPR, Diretora da Associação Brasileira de Nutrologia e Docente do Curso Nacional de Nutrologia da ABRAN. A médica é Membro da Câmara Técnica de Nutrologia do CRMPR, Coordenadora da Liga Acadêmica de Nutrologia do Paraná e Pesquisadora em Suplementos Alimentares no Serviço de Nutrologia do Hospital do Servidor Público de São Paulo.

Pé na Estrada