Passeios de Trem pelo Brasil

Descubra três rotas de trem pelo Brasil para desfrutar de paisagens incríveis e conhecer a história do País

Em algum momento na vida surge àquela vontade de andar de trem e sempre que pensamos nisso vem à mente os trens europeus e suas viagens maravilhosas, mas hoje também o Brasil está oferecendo passeios incríveis em diferentes e lindas regiões do país, podendo o passageiro desfrutar momentos maravilhosos e bucólicos.

O Ministério do Turismo (MTur) já investiu, desde 2004, cerca de R$ 20 milhões na recuperação de estações, implantação de trens turísticos e recuperação de trechos ferroviários, um segmento que ajuda a preservar o patrimônio histórico e movimenta o turismo brasileiro. O uso da malha ferroviária ajuda, ainda, a gerar emprego e renda, promove a integração regional e diminui a ociosidade de trechos ferroviários.

Abaixo você poderá conferir os passeios:

Trem da Serra da Mantiqueira (MG)

Esse passeio se inicia na estação de Passa Quatro – MG e segue em direção à zona rural do município fazendo sua primeira parada na estação Manacá, nela os turistas podem aproveitar uma feira de artesanato e guloseimas enquanto o trem é preparado para a subida da serra até a estação Coronel Fulgêncio. Lá existe uma exposição fotográfica com registros das minisséries filmadas no local, máquinas e carros reparados além de imagens da Revolução Constitucionalista de 1932. Na viagem de volta a locomotiva faz uma pausa na Ponte Estrela para que os interessados fotografem.

O passeio tem duração de duas horas e percorre 10 km por ida/volta.

Maria Fumaça Campinas Jaguariúna (SP)

Para o passeio na Maria Fumaça o turista pode escolher entre sair de Jaguariúna ou Campinas, e se quer fazer o percurso completo ou ir até Tanquinho. São seis estações ao todo: Anhumas, Pedro Américo, Tanquinho, Desembargador Furtado, Carlos Gomes e Jaguariúna, nesta o turista é convidado a conhecer o funcionamento da locomotiva e acompanhar a operação de giro pelo virador para que ela faça o retorno. E também para quem tiver interesse pode tirar fotos com roupas de época na estação, ver a feira de artesanato e visitar o museu ferroviário.

Trem das Águas (MG)

O passeio começa em São Lourenço e durante o percurso violeiros animam a viagem, é possível conhecer o aeroporto de São Lourenço e a estação Parada Ramon (o trem não faz parada nessa estação). Deste ponto até a parada em Soledade de Minas o trem margeia o Rio Verde. Nas duas estações o turista pode apreciar feiras de artesanato. 

Trem do Vinho (RS)

São realizados dois percursos: Bento Gonçalves / Garibaldi / Carlos Barbosa ou Carlos Barbosa / Garibaldi / Bento Gonçalves. O turista deve escolher partir de trem ou ônibus e retornar pela forma contrária à escolhida. Em Bento Gonçalves o turista é recepcionado na estação com vinho, ao chegar em Garibaldi é recebido com muita música gaúcha e italiana além de poder degustar suco de uva e espumante moscatel. Já em Carlos Barbosa o turista é embalado pelo show de música italiana. 

Trem das Termas (SC)

O passeio começa na estação ferroviária de Piratuba e segue sentido Marcelino Ramos as margens do Rio do Peixe passando pelo local onde ficava a estação de Maratá, Uruguai e Volta Grande. Durante o trajeto o turista pode apreciar musicam regionais e degustações além de acompanhar a história local informada pelos guias presentes.

Estrada de Ferro Santa Catarina (SC)

O passeio parte do centro da localidade de Subida embalada pela história local contada pelos guias, passando por um trecho de mata atlântica até a entrada do pátio da Usina Hidrelétrica Salto Pilão onde os passageiros podem contemplar a vista do Rio Itajaú – Açu. Chegando ao pátio é feita uma palestra sobre o funcionamento e a história da ferrovia. O passeio tem duração de 45 minutos.

Trem das Montanhas Capixabas (ES)

A viagem tem duas horas e meia de duração no trecho de ida ou volta. A locomotiva parte de Viena, então segue para Domingos Martins e chega na estação Marechal Floriano. O passeio é acompanhado por guia e pela vista deslumbrante das montanhas capixabas e da mata atlântica. Nas paradas os moradores vendem artesanatos e guloseimas.

estação de trem de Marechal Floriano, ES

Trem da Serra do Mar Paranaense (PR)

A locomotiva parte da Estação Ferroviária de Curitiba passando por paisagens deslumbrantes como a Cascata do Véu da Noiva e a Ponte São João que passa a incrível sensação de estar flutuando no trem. A primeira parada em Morretes é marcada pela gastronomia com pratos típicos do local, logo depois ocorre uma parada em Antonina para conhecer a cidade e por fim o retorno à Curitiba pela estrada da Graciosa. 

trem que desce a serra da graciosa

Trem da Serra do Mar (SC)

O trem parte da Estação Ferroviária de Rio Negrinho que é a sede do Museu Dinâmico da Maria Fumaça e segue viagem pela mata atlântica em direção à Estação Ferroviária de Rio Natal onde um almoço com pratos típicos do local esperam pelos visitantes. Geralmente um grupo folclórico se junta para receber os passageiros. 

Trem Moita Bonita (SP)

O passeio tem início na antiga estação ferroviária da Estrada de Ferro Sorocabana com destino ao Distrito Sapezal onde é feita uma parada de 40 minutos para que o turista possa conhecer a cidade ou fazer compras na estação. Na praça do distrito temos o memorial “Irmãs Galvão” que conta a história do início da carreira artística da dupla. 

Trem dos Imigrantes (SP)

O embarque para a viagem é feito em frente ao Museu da Imigração e a locomotiva circula pelo desvio ferroviário da antiga Hospedaria dos Imigrantes no bairro paulistano da Mooca. O objetivo da viagem é resgatar parcelas históricas da primeira ferrovia do estado de São Paulo. O passeio tem 25 minutos de duração. 

Trem Cultural dos Ingleses (SP)

A locomotiva parte do Pátio Ferroviário do Funicular anexo ao museu ferroviário de Paranapiacaba, até Alto da Serra no distrito de Santo André. Durante a viagem monitores se encarregam de contar a história da ferrovia. 

Trem de Guararema (SP)

Considerada a maior locomotiva a vapor em operação do Brasil a viagem começa na Estação Central de Guararema em direção à Vila Luís Carlos ambas restauradas e abastecidas com comércio típico que atende aos passageiros. 

Trem do Forró (PE)

Passeio com seis horas de duração embalados pelo autêntico forró pé de serra formados por um trio de forró com zabumba, triângulo e sanfona. Além dos vagões decorados em tema junino. 

Trem das Cachoeiras (MG)

O passeio é feito em 55 minutos, saindo da Estação Ferroviária, indo ao Bairro Matadouro, à região do Labareda e retornando a Estação Ferroviária. Entre seus atrativos estão cachoeiras, ciclismo, rapel, trilhas de caminhada, serra do Gandarela, igrejas, ruinas, festas locais como a da Goiaba e de Santo Antônio, Percurso Estrada Real. 

Mais informações no site www.abottc.com.br

 Barbara Cristine

Pé na Estrada