O drama da mala de viagem

Como arrumar uma mala de viagem prática e funcional

Viajar é uma delícia, mas chegou o momento de arrumar as malas e junto o sofrimento “o que levar? ”, “quantos levar? ”, “se fizer frio, se fizer calor”, sem contar o peso, além da chatice de organizar a mala, ainda temos que considerar carrega-la, talvez por muito tempo. Para isso existem algumas dicas de praticidade que servem para qualquer ocasião e destino, mas certamente a principal delas é a mágica das viagens: Evite bagagem!

Se você não consegue nem imaginar como fazer isso, costuma levar um par de sapatos para cada dia, noite, uma muda de roupa para cada hora ou mais de uma imaginando possibilidades mais ou menos casual, aprenda a pensar de modo mais objetivo e use a criatividade. Primeiramente, escolha apenas uma mala, se seu roteiro for de uma a duas semanas, pode ser uma mala tamanho pequeno ou médio, deixe as malas grandes para viagens com mais de três semanas de duração. Mas não esqueça, selecione a mala antes de separar a bagagem, pois isso fará com que dimensione sua triagem de bagagem proporcionalmente a mala. 

Em seguida pesquise bem o clima do destino, isso e fundamental para não errar feio na bagagem. A previsão do tempo deve ser seu guia básico, evitando levar roupas que não usará. Se a previsão do tempo para o seu destino for de calor, leve apenas um casaquinho, se for de frio inclua um conjunto de calor, assim não há excessos e nem imprevistos. Optar por roupas de cores neutras e modelos básicos é uma ótima ideia. Além de estar na moda usar roupas confortáveis combinadas a elementos acessórios, como colares, pulseiras, chapéus, cintos ou uma peça um pouco mais destacada, é possível usar a mesma peça mais de uma vez para ocasiões diferentes. 

Depois de separar as roupas e sapatos, separa cada tipo de peça em pilhas ou montes, conte a quantidade de cada uma, deve haver a mesma quantidade de peças para cada dia da viagem, nada além disso. Se passar da conta, apure o que vai e o que fica. Os objetos de higiene e cuidados, como shampoo, cremes, sabonete líquido e perfume podem seguir a mesma lógica de quanto menos, melhor. Coloque-os em nécessaire pequena, que ocupe o mínimo de espaço possível dentro da própria mala, exclua aquela bolsa de mão da vaidade com um monte inutilidades que não serão usadas. Pense também, que dependendo do seu destino, muitas coisas podem ser compradas no local, mas pesquise antes se vale a pena, nem todo destino é Miami. 

Por fim, escolha as peças maiores, como casacões se for frio, ou botas para já irem vestidas. Da seleção de roupas, confira antes se o local de hospedagem oferece serviço de lavanderia para passar roupas ou se existe alguma opção por perto, e ainda assim pense bem se é realmente importante peças de tecidos que amassam com facilidade, no caso se a viagem for a trabalho, ou dê preferencia por peças de tecidos maleáveis que se ajustam ao corpo com mais caimento. 

Na hora, finalmente, de montar a mala, coloque as peças maiores e mais volumosas por baixo, deixe as roupas delicadas e finas por cima, arranje espaço no fundo de tudo para a nécessaire e os sapatos. É fácil encontrar em lojas acessórios como sacos a vácuo para colocar as peças de roupa sem tenha que fazer rolinhos, que apesar de economizarem espaço, deformam muito as peças. Quanto menos dobrar as roupas, menos amassadas ficarão. Pronto, mala feita com praticidade e organização, agora é só embarcar e seguir viagem.

Virginia Moreira

Gato em mala de viagens

Pé na Estrada