Aruba, aposta no turismo sustentável

A crise causada pela pandemia de Covid-19 motivou um grande número de mudanças em todos os setores, como o turismo. O setor sempre teve uma grande capacidade de resiliência e adaptação, e esta conjuntura é um bom momento para repensar como as coisas estão sendo feitas, sobretudo questões fundamentais como a sustentabilidade.

Com o fechamento de fronteiras e a ausência de turistas, as autoridades de Aruba puderam observar diversos impactos positivos no meio ambiente. Portanto, uma série de medidas já foram tomadas para preservar as mudanças na natureza, flora e fauna, afim de promover um turismo mais consciente e sustentável, e avaliar os impactos negativos das atividades de aventura.

No Parque Nacional Arikok, tesouro nacional da Ilha, que compreende 18% do território, foram tomadas novas medidas de proteção à natureza, incluindo a criação de experiências digitais para ajudar a reforçar o distanciamento social, como visitas virtuais guiadas, e diretrizes para limitar o tamanho das caravanas e reduzir o fluxo de pessoas.

Os planos incluem ainda a promoção de programas de aventura sustentáveis e de baixo impacto, com foco na conectividade e acessibilidade para todas as operadoras de turismo ligadas ao parque.

“Para Aruba, a sustentabilidade sempre foi um dos pilares fundamentais para manter o equilíbrio entre o bem-estar econômico, o crescimento do turismo e a proteção dos nossos recursos naturais. Não surpreendentemente, novas diretrizes foram criadas para a proteção do meio ambiente. A pandemia acelerou a necessidade de tomar medidas imediatas para proteger a riqueza natural do Parque Arikok e manter um equilíbrio entre o turismo sustentável e o turismo de aventura, realizado tanto por visitantes quanto por moradores locais”, afirma Miriam Dabian, diretora para a América Latina da Autoridade de Turismo de Aruba (ATA).

Pé na Estrada